Estão selecionados os próximos Visiting Professors a ingressar no ano lectivo 2020/2021 na Universidade de Brown

Os professores José Pedro Monteiro e Sofia Sampaio foram os escolhidos pelo júri e pelos estudantes da Universidade de Brown para lecionar uma cadeira nos semestres de Outono de 2020 e de Primavera de 2021 no reputado Departamento de Estudos Portugueses e Brasileiros desta instituição, considerada uma das melhores instituições de ensino superior dos Estados Unidos.

O júri composto por António Costa Pinto, da Universidade de Lisboa, Onésimo Teotónio Almeida, da Universidade de Brown, e Cristiana Bastos, da Universidade de Lisboa, elogiou a qualidade das candidaturas recebidas e mostrou-se satisfeito com o interesse manifestado no concurso.

A escolha não foi fácil dada a qualidade de um grande número de candidatos.

A escolha destes dois professores teve em conta a qualidade dos currículos, a experiência de ensino em inglês e a pertinência dos programas das disciplinas propostas pelos candidatos, mas os alunos de Brown também tiveram uma palavra decisiva no resultado deste concurso.

Achou-se preferível não avançar com uma escolha definitiva sem antes se consultar os alunos da Universidade de Brown mais potencialmente interessados em matricular-se. As propostas de programas de cursos submetidas pelos candidatos foram enviadas aos alunos de pós-graduação do Departamento, explicou o júri.

O Professor José Pedro Monteiro dará a conhecer a História do processo de descolonização tardio português, em paralelo com outras experiências coloniais europeias no continente africano e asiático, no semestre de Outono de 2020. José Pedro Monteiro é historiador e investigador do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, e tem desenvolvido o seu trabalho em torno das questões relativas aos impérios coloniais europeus em particular o português e o processo de descolonização.

Na Primavera de 2021, será a vez da Professora Sofia Sampaio, que irá lecionar uma cadeira sobre a História do Cinema Português numa perspectiva transfronteiriça, nomeadamente na ligação com o Brasil, através de trabalhos cinematográficos menos reconhecidos. Sofia Sampaio, do Centro em Rede de Investigação em Antropologia (CRIA) do ISCTE-IUL, tem uma vasta investigação na área da História do Cinema e Antropologia Visual.

Parabéns e bom trabalho!

Até breve!