José Pedro Monteiro é o professor e investigador selecionado para lecionar no semestre de outono de 2020 na Universidade de Brown

Num processo com candidatos de grande qualidade, e no qual os estudantes de pós-graduação da Universidade de Brown tiveram uma palavra a dizer, José Pedro Monteiro foi escolhido para lecionar uma cadeira sobre a história do colonialismo tardio português no Departamento de Estudos Portugueses e Brasileiros da Universidade de Brown, uma das mais reputadas instituições de ensino superior dos Estados Unidos.

O professor do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra tem desenvolvido a sua investigação em torno da história do colonialismo tardio português e sobre as políticas de trabalho forçado no império colonial português após 1945. Na Universidade de Brown, apresentará o seu trabalho Global Decolonization in Africa and Asia: The Portuguese Case in a Comparative Perspective já no semestre de outono de 2020.

“O que procurei na cadeira que desenhei foi precisamente abordar o caso português, não de uma perspetiva autárcica, isolada, mas sim colocando em diálogo a história do colonialismo tardio português e da sua descolonização em diálogo com outros casos, outras experiências coloniais europeias nos continentes africano e asiático.”

O investigador usa esta comparação para perceber as dinâmicas sociais, políticas, económicas, laborais, mas também as questões de cidadania e cultura, numa abordagem que analisa os efeitos prolongados do processo de descolonização na sociedade contemporânea. 

“Todos estes processos, que se basearem em relações desiguais e hierárquicas com as sociedades africanas e asiáticas, são hoje fundamentais para percebermos uma série de desafios que as sociedades contemporâneas enfrentam, nomeadamente no que diz respeito à inclusão e às desigualdades, entre outros.”

José Pedro Monteiro enaltece a oportunidade de dar aulas na Universidade de Brown, mas também o acesso a novos recursos que lhe permitirão desenvolver o seu trabalho.

“Poder dar aulas na Universidade de Brown, uma das universidades mais reputadas dos Estados Unidos é uma oportunidade para mim em vários níveis, seja como experiência de docência, seja como possibilidade de acesso a recursos de investigação e consulta bibliográfica.”

Muitos parabéns e desejos de sucesso!

Até breve!