Investigadora portuguesa financiada pela FLAD premiada pela NASA, agência espacial norte-americana

NASA dá prémio a investigadora portuguesa, Ana Júlia Cavaleiro

NASA confere prémio a investigadora portuguesa, Ana Júlia Cavaleiro, financiada pela FLAD

A portuguesa Ana Júlia Cavaleiro, investigadora do Centro de Engenharia Biológica (CEB) da Universidade do Minho (UMinho) foi, recentemente, premiada pela NASA, agência espacial norte-americana, no âmbito do 12.º Workshop Internacional Sobre Ambiente e Energias Alternativas que se realizou nos EUA. A participação da portuguesa foi financiada pela Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD).

A cientista, do grupo de investigação BRIDGE – Grupo de Biorrecursos, Biorremediação e Biorrefinaria do CEB, foi a única portuguesa distinguida no evento, dedicado à temática “Aumentar a Resiliência da Missão Espacial Através da Sustentabilidade”, tendo conquistado o 2.º lugar na categoria de “Melhor Apresentação Oral”.

A investigação de Ana Júlia Cavaleiro assenta na procura de soluções para as contaminações dos solos por hidrocarbonetos de petróleo, um problema ambiental com impacto mundial.

A investigadora foi premiada pelo trabalho “Engineered bioremediation of deep hydrocarbon-contaminated sites”, um projecto focado no uso de microorganismos anaeróbios para a limpeza de solos e águas subterrâneas contaminados com hidrocarbonetos alifáticos – os principais constituintes do petróleo bruto ou dos produtos petrolíferos.

Organizado pela NASA e pelos seus parceiros europeus – a Agência Espacial Europeia (ESA) e o Centro para o Programa de Prevenção da Poluição (C3P), o evento realizou-se no Centro Espacial Kennedy, na Flórida, EUA – e a participação da portuguesa foi financiada pela Fundação Luso-Americana (FLAD).

Esta é já a segunda vez que a agência espacial norte-americana atribui um galardão a um trabalho desenvolvido pelo Centro de Engenharia Biológica da Universidade do Minho.

Na edição de 2013 desta iniciativa, que decorreu em Frascati, Itália, Ângela Abreu, investigadora do CEB, conquistou, o prémio “Melhor Apresentação Oral” com o desenvolvimento de um processo inovador e muito eficiente de produção biológica de hidrogénio.

O Centro de Engenharia Biológica (CEB) da Universidade do Minho é um centro de investigação, altamente tecnológico, que opera nas principais áreas da Biotecnologia e Bioengenharia.

Em atividade desde 1995 – e desde 2002 distinguido com o grau Excelência – o Centro tem como principal objetivo a integração entre a engenharia e as ciências da vida, de forma a potenciar o desenvolvimento de bioprocessos industriais inovadores.