História e Missão

A Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento é uma instituição portuguesa, privada e financeiramente autónoma.

Tem por missão contribuir para o desenvolvimento de Portugal, através do apoio financeiro e estratégico a projectos inovadores e do incentivo à cooperação entre a sociedade civil portuguesa e americana.

A Fundação foi criada em 1985, pelo Estado português, fruto de um acordo diplomático celebrado com os Estados Unidos da América com vista à criação de uma instituição de direito privado que de forma perene, flexível e autónoma, promova as relações entre Portugal e os Estados Unidos, visando, com este intercâmbio, o desenvolvimento económico, social e cultural português. O seu património inicial constituiu-se através de transferências monetárias feitas pelo estado Português, e provenientes do Acordo de Cooperação e Defesa entre Portugal e os EUA (1983). Foi dotada com um capital de 85 milhões de euros e, desde 1992, vive exclusivamente do rendimento do seu património.

A Fundação é membro das principais redes nacionais e internacionais de fundações, designadamente o Centro Português de Fundações (CPF), o Centro Europeu de Fundações (EFC), o Council on Foundations nos EUA, e o Bellagio Forum for Sustainable Development.

Em Fevereiro de 2013, A FLAD foi designada Membro Benfeitor da Associação World Monuments Fund Portugal, em reconhecimento do “generoso e significativo apoio” que tem concedido a projectos de expressiva importância no contexto do património nacional.

Acerca do edifício onde está instalada a sede da Fundação:

A FLAD assume a sua responsabilidade social de preservação do património, ao ter instalado a sua sede numa “Casa Nobre” setecentista, contribuindo para a sua recuperação e reabilitação.
Construída aquando da renovação da Baixa Lisboeta, após o terramoto de 1755, a casa “é um bom exemplar da arquitectura lisboeta dos primeiros anos subsequentes ao terramoto”.