FLAD e Startup Braga lançam 3º Programa de Aceleração

O protocolo entre a FLAD e a Invest Braga foi assinado em 6 de Maio de 2015

O protocolo entre a FLAD e a Invest Braga foi assinado em 6 de Maio de 2015

A terceira edição do Programa de Aceleração da Startup Braga, em parceria com a FLAD – Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento –, arranca já na próxima sexta-feira, dia 15 de janeiro, com 11 novas equipas. A nova edição do programa vai ser a única do ano de 2016 e conta com a participação de uma equipa proveniente da Dinamarca.

O arranque do 3º Programa de Aceleração vai decorrer nas instalações da Startup Braga, contando com a presença de mentores, parceiros e investidores, que assistirão às breves apresentações (pitchs) de cada uma das 11 startups. Ainda neste dia do Kick-off do 3º Programa de Aceleração, vai ser renovada a parceria com a Caixa Capital.

O Programa de Aceleração tem a duração de quatro meses e apresenta como meta principal o DemoDay, agendado para o dia 31 de Maio e no qual as equipas se apresentam novamente a vários investidores, já com os produtos e capacidades refinadas.

Das 11 equipas selecionadas para o programa, destacam-se as áreas de Web, Mobile, IOT (Internet of Things) e Medtech. A Startup Braga volta assim a apostar na seleção de ideias de negócio de áreas inovadoras.

Para Jorge Gabriel, administrador executivo da FLAD, “este 3º Programa de Aceleração demonstra também uma vez mais que Portugal dispõe hoje de condições objectivas para que possa prosperar uma cultura de empreendedorismo e para que as novas boas empresas acrescentem valor à nossa economia e enriqueçam a nossa sociedade.”

Jorge Gabriel acrescenta que “a FLAD elegeu a ciência, a tecnologia e os negócios como a sua prioridade nas relações transatlânticas, concebendo um plano de estímulo à participação cruzada de empresas e grupos de investigação entre os dois lados do Atlântico, no qual se integra esta parceria com a Startup Braga e com a InvestBraga”.

A Caixa Capital, para motivar a continuidade do trabalho, volta a suportar o prémio da startup vencedora, no valor de 100 mil euros. Stephen Morais garante que a Caixa Capital mantém, assim, a estratégia de continuar a dar visibilidade e crescimento ao ecossistema empreendedor Português, até porque a “Startup Braga é mas do que uma aceleradora. Prepara as empresas para se tornarem globlais desde o primeiro dia”.

Para Carlos Oliveira, Presidente da Startup Braga, esta renovação é também representativa do reconhecimento do trabalho que tem sido desenvolvido, assumindo que “a participação da Caixa Capital é decisiva para o sucesso do Programa, até porque oferece um prémio monetário muito aliciante para as equipas participantes”.

O arranque do 3ª Programa de Aceleração é mais um marco de sucesso de 2016 que tem, também, como aliciante para as Startups selecionadas a possibilidade de integrarem um roadshow pelos Estados Unidos, inteiramente patrocinado pela Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento.