FLAD organizou conferência para debater o valor da inovação para o crescimento económico

A diretora do programa Connect To Success, Kim Sawyer, numa conferência na FLAD

A Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento(FLAD) organizou, dia 29 de Novembro, pelas 10h, no seu auditório, a conferência ‘Creating an Innovation Economy’, integrada no programa Connect to Sucess (C2S). Com esta conferência, a FLAD pretendeu dar a conhecer a importância da inovação e da tecnologia para o crescimento da economia.

Em reconhecimento do Dia Internacional do Empreendedorismo Feminino, destacando as capacidades de liderança das mulheres e o seu contributo para o empreendedorismo, o painel foi composto por quatro especialistas na área de inovação. As convidadas, Jodi Goldstein, co-fundadora e Directora do Harvard Innovation Labs, Judy Pagliuca, co-fundadora e investidora do Pagliuca Harvard Life Lab, Robin W. Devereux, Directora Financeira da Summit Partners e Cristina Fonseca, co-fundadora da Talkdesk, já produziram um impacto significativo na economia através da inovação.

As quatro oradoras partilharam experiências e conhecimentos da sua área de especialização, ao apresentarem os resultados, as dificuldades e as oportunidades que detectaram no desenvolvimento do seu trabalho, também enquanto mulheres. Neste contexto, procurou-se mostrar de que forma é possível lidar com o desafio transversal a todos os sectores de converter a inovação em valor para a economia.

Kim Sawyer, directora-executiva do C2S, ressalvou a importância das oradoras norte-americanas presentes em ‘Creating an Innovation Economy’, uma vez que vieram a Portugal partilhar experiências “após terem contribuído para o desenvolvimento de uma economia baseada na inovação nos Estados Unidos”. Kim Sawyer destacou ainda a forma como a inovação e o empreendedorismo “floresceram” nos últimos quatro anos em Portugal, “em especial no que respeita a iniciativas lideradas por mulheres”.

Para Vasco Rato, esta iniciativa do C2S “espelha a missão de cooperação transatlântica” que a FLAD desenvolve em diferentes áreas. “A presença de oradoras norte-americanas de relevo no quadro da inovação é uma mais-valia para o trabalho que o C2S tem realizado junto de quase um milhar de empreendedoras portuguesas”, salientou o presidente da FLAD.