Código de Conduta

A Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento, doravante designada por FLAD, nasceu em 1985 em resultado do acordo intergovernamental entre o Governo Português e o Governo dos Estados Unidos da América para a criação de uma instituição de direito privado e utilidade pública que, de forma perene, flexível e autónoma, promovesse e intensificasse as relações entre Portugal e os Estados Unidos.

O acto de instituição da FLAD – Decreto-Lei nº 168/85, de 20 de Maio – que simultaneamente lhe atribui estatuto de utilidade pública, determina que a FLAD tem por missão contribuir para o desenvolvimento económico e social de Portugal através da promoção da cooperação científica, técnica, cultural, educativa, comercial e empresarial entre Portugal e os Estados Unidos da América.

Na prossecução da sua actividade a FLAD guia-se por regras de natureza ética e deontológica que impõem aos seus Colaboradores elevados padrões de conduta moral e profissional. O presente Código de Conduta, doravante designado por Código, reflecte estes valores institucionais e agrega um conjunto de princípios orientadores e referenciais na conduta dos seus Colaboradores e Membros dos Órgãos Sociais, contribuindo para que seja reconhecida como um exemplo de integridade, responsabilidade e rigor, quer no plano interno, quer no relacionamento com o exterior.
Este Código de Conduta foi aprovado pelo Conselho Directivo da FLAD em reunião do dia 22 de Abril de 2013.

Código de Conduta